6 dicas para lidar com a quarentena

quarentena-lily-liliana-marques-blogger-sugestões

Estamos todos em adaptação a uma nova realidade, o trabalhar de casa, o excesso de ansiedade, o medo, a incerteza, o não poder estar com outras pessoas ou sequer sair de casa. Enfim, não é preciso descrever-vos a quarentena, estamos todos a passar pelo mesmo. Por isso, decidi trazer-vos algumas dicas que vos podem ser úteis durante este período.

1. Encontrar as coisas que nos trazem prazer

Se soubermos identificar as coisas que nos dão prazer, saberemos usá-las a nosso favor e introduzi-las na nossa rotina diária. São extremamente úteis para relaxar e para nos sintonizarmos. Para mim, ler, ver uma série, escrever, fazer bolos, tomar um café à janela ou fazer alongamentos é o que funciona. Para vocês pode ser cantar no duche, arrumar gavetas, jogar Minecraft ou ver BBC Vida Selvagem. Não importa o que é, importa conheceres as pequenas coisas que te trazem prazer para que as possas fazer sempre que sentires necessidade.

2. Aprender algo novo

Sempre quiseste aprender sobre programação, Grécia Antiga, aves migratórias, mandarim ou finanças, agora tens tempo para isso. Se não fores um autodidacta, há imensos cursos online gratuitos e no fim até podes ficar com diploma. Se bem que um diploma em aves migratórias é capaz de ser pouco útil. A minha sugestão é espreitar a oferta da Coursera (disponível em app ou para desktop), aprender língua gestual, aprender uma nova língua (o Duolingo é excelente para isso) ou aprender a tocar uma música nessa guitarra que tens aí em casa e que só está a ganhar pó. O saber não ocupa lugar mas ocupa-nos o tempo da melhor forma.

3. Praticar exercício

Não há desculpas, estamos todos em casa, todos sabemos que consegues arranjar um tempinho para treinar. Ciclos de abdominais ou glúteos, aulas de Ioga, Pilates ou até de Zumba, encontras de tudo na internet. Sugestão: seguir a página @chama_a_sofia, vão disponibilizar várias aulas em directo, as de Pilates são com a minha instrutora e devo dizer que são estranhamente viciantes. Para quem quer experimentar Ioga, aconselho o programa de 30 dias do canal de YouTube Yoga With Adriene, não se vão arrepender.

4. Ver séries

Claro que não ia sugerir só coisas super produtivas. Se há alguém que ama viver no sofá e passar horas e horas a ver séries, esse alguém sou eu, believe me! Claro que vos vou sugerir a Netflix, vejam Elite (a temporada 4 saiu há uma semana), The Good Place, é filosoficamente perfeita para uma quarentena, La Casa de Papel, Friends, The Crown, enfim, há muito por onde escolher e há também o NetflixParty, que é uma extensão gratuita e que te permite ver filmes e séries em simultâneo com amigos ou família. Na HBO, aconselho Big Little Lies, junta Meryl Streep, Reese Witherspoon, Nicole Kidman, Shailene Woodley, Zoë Kavitz e Laura Dern, acho que não é preciso dizer mais nada e Euphoria, com a Zendaya a provar-se perfeita. No AXN sugiro For Life, uma séries sobre (in)justiça na América baseada numa história real e Lincoln Rhyme: a caça ao coleccionador de ossos, viciante.

5. Organizar

Sou uma daquelas pessoas que tem tudo arrumado e organizado, facilmente seria descrita como psicopata mas, viver num apartamento pequeno exige muita organização de espaço. No roupeiro só fica o que uso, faço frequentemente uma escolha e tiro o que não já não utilizo, algumas coisas vão para dar, outras para vender (uso o Micolet, deixo-vos aqui o link caso queiram ir às compras ao meu “armário”). Como trabalho a partir de casa, a papelada também tem de estar sempre arrumada, os livros idem, e até os produtos que vou recebendo para testar são meticulosamente arrumados em sítio próprio (há pouco tempo fiz um vídeo sobre organização da minha maquilhagem, podem ver aqui). O resto da casa segue igual, tudo tem sítio próprio e até dobro as toalhas como se estivesse na Zara Home. Para mim, é terapêutico. Mesmo que não amem fazer este tipo de tarefas, devo dizer que esta é uma excelente altura para organizarem os cantos à casa e tomarem o gosto, com ou sem a ajuda da Marie Kondo.

6. Conversar

Seja com as pessoas que estão convosco de quarentena, com os amigos com quem andam a tentar jantar há meses, com os familiares ou com aqueles que já vivem muito longe. O mundo está com tempo para conversas, para palavras amigas, para contarmos histórias, para partilharmos mais de quem somos. Liga a alguém nem que seja para perguntar se ainda estão de pijama. Por mensagem, WhatsApp, Facebook, Instagram, Skype, HouseParty, Zoom ou FaceTime, organiza um jantar de amigos virtual, uma pausa para tomares café com os teus avós, ou um chá com a melhor amiga. Hoje temos ao nosso dispor várias ferramentas para encurtar distâncias e fazer frente ao isolamento em que todos nos encontramos. Se te sentires completamente sozinha ou isolada, diz-me alguma coisa, envia mensagem, farei o que puder para minimizar o que possas estar a sentir e lembra-te há profissionais disponíveis para nos ajudar a lidar com tudo isto. Falarei disso em breve e disponibilizarei contactos úteis.

Vamos todos ficar bem!

Seguir:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


À Procura de Algo?