#10 – Jus d’Orange

Estava sentada no Jus d’Orange às cinco da tarde de um sábado, estava a dedicar-me à escrita quando os ombros começaram a acusar cansaço. Espreguicei-me para aliviar o desconforto e deixei que a minha atenção…

#9 – São as estrelas!

Reparei que ainda tinhas aquelas estrelas fluorescentes coladas no tecto. Tinhas medo do escuro quando eras pequeno? Ou gostas mesmo do espaço? Nunca conheci ninguém que guardasse o projecto de ciências durante tantos anos. Aqueles…

#8 – Entre a flor e a primavera

Uma colina cheia de gente e eu com uma barriga cheia de hot dog, as always. Avancei pelo pórtico como se tivesse uma Alexa Chung dentro de mim e um daqueles blusões cheios de estilo…

#7 – Papel de parede

São três da manhã e eu estou sentada na cama, num pijama largo e velho, com o cabelo oleoso, a tentar cumprir o meu ritual de escrita. A luz fraca do candeeiro de cabeceira está…

#6 – Helena de Tróia e D. Duarte numa noite no Lux

Mais uma tentativa falhada de aguentar uma noite inteira em saltos altos. Já passava das seis da manhã e o sol já se enrolava timidamente com o Tejo, um romance lindo e eu sozinha e…

#5 – O primeiro beijo do Miguel

Havia pedido à minha avó para me fazer uma trança e usava um vestido de ganga e uns ténis vermelhos, a minha mochila era amarela e destacava-se numa multidão de aborrecidas mochilas Monte Campo. Não…

#4 – Nas escadas do Teatro

Estávamos sentados nas escadas do Teatro Nacional D. Maria II, era perto das sete da tarde, o frio do inverno entrava pelas rachas dos nossos casacos. Ele tirou uma das luvas para tirar um cigarro…

#3 – Lista de Compras

Texto: Liliana Marques | Fotos: D.R. Morri de medo de ter asas, mesmo sabendo que tudo o que queria era voar. Estava no meu quarto, com cortinados em padrão vichy cor-de-rosa e uma alcatifa bege,…

#2 – Quando voltei de Princeton

Texto: Liliana Marques | Foto: D.R. No ar sentia-se um cheiro a mofo cada vez mais húmido. A sala ia ficando cada vez mais cheia, à medida que as pessoas iam entrando, despiam os casacos…